Entre mortadelas e coxinhas

Acho que todo mundo tem seus estereótipos. E tudo bem, cada um sabe bem que isso não é o que nos resume. O problema é quando começamos dividir o mundo entre coxinhas e petralhas. E bom, eu lido super bem com isso. Eu amo coxinha, é sempre o salgadinho que eu mais ataco em festinhas de crianças. Só que nos últimos tempos, eu também sou coxinha. Eu tenho uma visão de direita da política, eu acompanho a economia e normalmente tomo posições liberais, e além disso tudo, eu ainda admiro muito o ex presidente Fernando Henrique Cardoso. E de repente, tudo isso também me faz abominar pobre, faz com que eu despreze o bolsa família, com que eu nunca tenha estudado história na vida e ainda por cima, eu também sou manipulada pela Rede Globo e pelo resto da mídia golpista.

Seria bom se acabasse por aí. Só que eu muito bem também poderia ser petralha. Na verdade, eu também sou petralha. Eu adoro um sanduíche de mortadela, eu acredito na esquerda brasileira e nos programas sociais, que realmente ajudaram a tirar milhões da pobreza. Por fim, para mim, a luta do ex presidente Lula é admirável. E de repente, tudo isso também me faz abominar os empresários, que na verdade são os inimigos dos trabalhadores, faz com que eu não saiba nada de economia e também faz com que eu não saiba nada de história. E não se esqueça que eu também tenho que desprezar a mídia tradicional e só ler o Diário do Centro do Mundo.

 

Realmente, seria muito mais fácil se o mundo fosse assim. E muito mais sem graça também. Dividido entre coxinhas e petralhas. Só que não é. Nós não sabemos a história de vida de nenhuma das personagens ali em cima, a gente não sabe o que ela estudou ou não. A gente não sabe nada, além do que é publicado por elas vez ou outra no facebook. A gente escuta muito pouco e acha que sabe demais. Mas, tapa na cara: a gente não sabe nada sobre uma pessoa só com base em rede social. A gente não sabe nada sobre o caráter de alguém só com base em quem ela votou.

 

O mundo é feito de pluralidades. É feito de pessoas diferentes, com credos, etnias, gostos, posições e visões de mundo diferentes. E o fato de eu sentir a necessidade de falar isso me espanta. Hoje mesmo eu ouvi uma história de uma adolescente de 14 anos de idade. Que tá naquela fase da vida de formar a própria personalidade e se descobrir. Só que ele tem procurado um psicólogo porque não sabe qual é a posição certa a tomar. Em um mundo que tem se dividido tanto e criado tantos inimigos por causa da política, ele não sabe qual a posição certa a tomar.

 

Só que não existe posição certa. Existe respeito, debate enriquecedor e tolerância. Ou pelo menos existe na teoria e deveria existir na prática. É estarrecedor e leviano cobrar das pessoas que elas pensem como nós. Em um momento com tantas mudanças políticas e tão tumultuado do nosso país, a última coisa que deveríamos estar fazendo é nos dividindo entre coxinhas e petralhas; entre melhores e piores. Quando é que vamos perceber que devemos nos unir como brasileiros que somos e começar a lutar para que exista mais debate e menos briga?

 

E vamos julgar menos. Em um momento cada vez mais decepcionante em termos dos governantes que estão no poder, e com a Lava Jato aí mostrando o quanto aqueles que elegemos se corrompem, vamos parar de brigar. Se a pessoa não rouba, não é corrupta e não comete crimes, nosso esforço deveria ser para que ela não se desole completamente e não fique totalmente sem esperanças no futuro. Pelo menos da minha parte, eu só acredito em esperanças no futuro através da união.

 

Anúncios

Um comentário em “Entre mortadelas e coxinhas

  1. A idéia é excelente mas parece que voce fez meio tocado sem estruturar e repetitivo. Mas gostei que estamos com uma frequencia de publiccao.
    Beijos. Te amo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s